Notícia

Sistema de Inovação

sábado, 19 de novembro de 2016
Sistema Regional de Inovação quer atrair tecnologia, investimentos e empregos para a região

O Município de Bandeirantes está entre as cinco cidades da mesorregião que irá atuar junto ao SRI (Sistema Regional de Inovação), projeto lançado no último dia 11 em Jacarezinho. Objetivo é promover o desenvolvimento e o fomento à tecnologia e inovação, criação de novas oportunidades e empregos, e atração de investimentos. Durante o lançamento, prefeitos e vereadores (eleitos e atuais), secretários municipais, representantes das entidades, órgãos e instituições envolvidas, participaram do lançamento do SRI.

Na ocasião, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, João Carlos Gomes, destacou que o projeto é o marco inicial para alavancar o desenvolvimento regional com a integração entre o Governo do Estado, prefeitos, vereadores, deputados e setor produtivo. “O SRI é sem dúvida a mola propulsora para que possamos almejar o desenvolvimento na área de inovação e tecnologia para região", destacou e acredita que, nesta etapa inicial, haverá resultados positivos quanto ao envolvimento dos municípios do Norte Pioneiro.

O consultor do Sebrae/PR em Jacarezinho, Odemir Capello, ressaltou que o trabalho do SRI é coletivo sendo necessária políticas públicas de incentivo a debates – por meio de Comitê Gestor -, incentivos fiscais às empresas, ambientes regulatórios, previsão orçamentária e a previsão de um fundo municipal para alavancar tecnologias nas comunidades. Ele reforçou ainda que o projeto inicialmente envolverá cinco cidades (Andirá, Bandeirantes, Cambará, Jacarezinho e Santo Antônio da Platina), porém o planejamento é estender regionalmente na ampliação de ativos tecnológicos para melhorar as condições que já existem. Ele argumenta que a região possui universidades para desenvolvimento do conhecimento, parque tecnológico com incubadora, além disso, a região é voltada para o agronegócio e há proximidade com São Paulo, que é um dos maiores centros consumidores de alimentos do mundo. “O que falta é trabalho conjunto e olhar na mesma direção, e impulsionar empresas que tragam desenvolvimento econômico para a região", defende.

O secretário da Indústria, Comércio e Turismo, José Roberto Altizani, reforçou que a intenção do SRI é implantar projeto semelhante com o que existe na cidade de Pato Branco, instalado há mais de dez anos com foco em tecnologia da informação. Segundo Altizani, Pato Branco é polo de programação com diversas empresas da área, inclusive, é de lá que se originam os softwares das urnas eletrônicas para todo o país.

No lançamento do SRI foi realizada apresentação do Parque Tecnológico Virtual do Paraná e ainda a assinatura da instalação da primeira startup na Incubadora Tecnológica, a Intec no Tecpar em Jacarezinho, a Compracam Company, que trabalha com o desenvolvimento de um software "gameficado" para micro e pequenas empresas.

O SRI é uma realização do Sebrae/PR; Uenp; IFPR; Faculdade do Norte Pioneiro (Fanorpi); Universidade Norte do Paraná (Unopar); Tecpar; Instituto Ambiental do Paraná (IAP); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR); Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos do Norte Pioneiro (AEANP); Comitês Gestores da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas; Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Norte Pioneiro (Cacenorpi); Emater; Fiep Sesi Senai; Fecomércio-PR; Senac; Prefeituras de Jacarezinho, Santo Antônio da Platina, Bandeirantes, Andirá e Cambará; Associação Comercial e Empresarial de Jacarezinho (Acija); Associação Comercial e Empresarial de Santo Antônio da Platina (Acesap); Associação Empresarial de Bandeirantes (Aciab); Associação Comercial e Empresarial de Cambará (Acec); Associação Comercial e Empresarial de Andirá (Acead).

Fonte: FNP/Assessoria